Princesa Mako anuncia noivado

Divulgação e Secretaria de Turismo de Fujisawa

Princesa Mako e Kei Komuro

A princesa Mako, neta do imperador do Japão, deve se casar no próximo ano, de acordo com a Agência da Casa Imperial. De acordo com a emissora de TV japonesa NHK, Mako anunciará o noivado com o jovem Kei Komuro, que frequentava a mesma universidade que a princesa.

Mako, tem 25 anos e é a filha mais velha do príncipe Akishino e da princesa Kiko, que vieram para o Brasil em 2015. Ela será a primeira dessa geração da família imperial a se casar.

Ela se formou em 2010, pela Universidade Cristã Internacional em Tokyo, em Artes e Estudos de Propriedade Cultural. Mako também estudou fora, na Universidade de Edimburgo, na Escócia, onde participou de um programa de intercâmbio.

O futuro noivo, Komuro, tem a mesma idade da princesa, 25 anos, vive em Yokohama, perto de Tokyo e trabalha em um escritório de advocacia. Em 2010, Komuro chegou a participar de um concurso de divulgação da costa de Shonan (foto acima), pela agência de turismo da cidade de Fujiwara (província de Kanagawa), quando, curiosamente, foi nomeado “Príncipe do Mar de Enoshima Shonan”. Entre os seus passatempos preferidos, ele diz que gosta de esqui, culinária e violino.

Se o casamento acontecer como divulgado, a princesa Mako será obrigada a abdicar de seus privilégios de membro da família imperial, como aconteceu com a sua tia Sayako ao se casar com um plebeu.

Os rumos da família imperial

De acordo com as regras da família imperial, as mulheres que se casarem com plebeus devem abdicar dos direitos da linhagem do Trono do Crisântemo. Dessa forma, a árvore genealógica imperial só tende a diminuir, já que o único menino da geração de netos do imperador é o príncipe Hisahito, filho mais novo do príncipe Akishino.

A notícia do noivado também vem na mesma época em que o primeiro-ministro Shinzo Abe começa a levar em consideração a possibilidade de renúncia do atual imperador Akihito, de 83 anos, para passá-lo ao príncipe-herdeiro Naruhito, de 57. Se isso acontecer, esta será a primeira vez, em 200 anos, que um imperador do Japão abdica do trono.

Fontes: NHK, Yomiuri, Mainichi, Site de Turismo de Fujisawa, Fujisawa City, Kyodo News.

Você pode se interessar também por...