Okayama, a província histórico cultural do oeste japonês

Cidade histórica de Kurashiki

Com a temperatura relativamente quente o ano todo, Okayama é conhecida como “hare no kuni”, ou seja, o país ensolarado. Ela fica na divisa entre as regiões de Chugoku e Shikoku e, por isso, é uma importante rota comercial e cultural do oeste japonês. Com o mar de Seto à sua frente, Okayama é uma província pacata.

Para os amantes da arte, Okayama pode surpreender, foi na cidade de Kurashiki que construíram o primeiro museu de arte ocidental no Japão, o Ohara Museum of Art, em 1930. Com uma arquitetura neoclássica, o estabelecimento contém peças de renomados artistas como El Greco, Renoir, Monet e Gauguin.

A cidade por si só também é um legado histórico desde a Era Heian. E hoje, para manter esse clima nostálgico, o canal principal não possui postes e a iluminação fica por conta de tochas.

Programa imperdível

Cruzar a ponte Seto Ohashi, que liga a ilha principal japonesa Honshu e a ilha de Shikoku é um passeio recomendado. Vislumbrar toda a extensão litorânea de cima da estrutura garante uma incrível foto para recordação.

Para comer

Bara-zushi certamente é o carro-chefe da culinária local. Com os diversos pescados do Mar de Seto, Okayama oferece uma variedade de sushi de peixes e vegetais, que compõem o “kit” do colorido Bara-zushi.

Curiosidades

As cavernas de Maki e Ikura, na cidade de Niimi, escondem uma bela paisagem subterrânea moldada pela erosão do rio Takahashi. Uma visita nas galerias iluminadas é uma experiência imperdível em Okayama.

Informações sobre Okayama

Nome: Okayama
Capital: Okayama
Localização: Oeste de Honshu, na região Chugoku
Área: 7,113 km²
Site oficial da província (em japonês): www.pref.okayama.jp/

No Brasil

Associação Cultural e Recreativa Okayama Kenjin do Brasil
Endereço: Rua da Gloria, nº 734 – Liberdade – São Paulo – SP
Telefone: (11) 3207-3487