Polêmica sobre chassis envolve equipe japonesa

A equipe japonesa Super Aguri está envolvida em nova polêmica no circuito da Fórmula 1. Em meio à briga pelos direitos contratuais do piloto de testes Giedo van der Garde com a Spyker, agora o novo imbróglio envolve a utilização de chassis de outras escuderias.

O problema começou quando a Williams e a Spyker ameaçaram levar o caso à Justiça. A SA e a Toro Rosso, que usam modelos da Honda e da Red Bull como base, respectivamente, manifestaram contrariedade em relação aos protestos das concorrentes. As duas equipes garantem que estão dentro da lei.

“O que estamos fazendo é totalmente legal e amparado pelo regulamento da Federação Internacional de Automobilismo (FIA)”, garante o ex-piloto Gerhard Berger, chefe da Toro Rosso. “Se eles querem brigar nos tribunais, vamos brigar. Mas sabemos bem o que temem: a nossa competitividade”, esbraveja.

Você pode se interessar também por...