Encontros: “Reison Kuroda” toca música brasileira e japonesa ao shakuhachi

São Paulo – 2 de julho de 2019


Acontece em 2 de julho, no Espaço Cachuera!, a etapa brasileira do projeto Encontros: “Reison Kuroda” toca música brasileira e japonesa ao shakuhachi. Enviado Especial da Cultura Japonesa pela Agência da Cultura do governo do Japão de 2019 (Japan Cultural Envoy – Bunkachou Bunkakouryushi), o músico Reison Kuroda fará uma apresentação de shakuhachi (flauta tradicional japonesa).

No programa, serão apresentadas músicas brasileiras e japonesas tradicionais, com a participação especial de dois músicos brasileiros, Shen Ribeiro (shakuhachi) e Gabriel Levy (piano).

Os músicos

Reison Kuroda, Shakuhachi

Músico de talento raro, trabalha pela expansão das possibilidades do Shakuhachi, percorrendo uma ampla variedade de gêneros musicais, do clássico ao moderno, passando pelo jazz e até mesmo pelo improviso.

Iniciou os estudos com o professor Reibo Aoki, considerado Tesouro Nacional Vivo de shakuhachi, e Shoji Aoki, no Japão. Graduado em Ciências Humanas pela Universidade de Waseda, em 2007, concluiu mestrado no Departamento de Música Tradicional Japonesa da Universidade de Artes de Tóquio, em 2013.

Iniciou sua carreira integrando o grupo Hougaku Quartet, em 2011, com o qual se apresentou ao lado de jovens compositores, revitalizando a música japonesa dos anos 70 e 80 e interpretando clássicos do período Edo. É também integrante do grupo Muromachi, vencedor do Prêmio Keizo Saji, em 2013. ​Em 2014, participou do Park Bum-Hoon’s Shakuhachi Concert, no Korea Kudara Festival, e em Gongju, na Coreia

Sua primeira performance para o público aconteceu no Kazutomo Yamamoto’s Shakuhachi Concert, com “Roaming Liquid for Shakuhachi and Orchestra”. Com o Hougaku Quartet, participou de diversas apresentações e performances independentes, entre elas o programa “Hogaku no Hitotoki”, da emissora de rádio japonesa NHK FM. Também foi capa da revista “Hogaku Jorunal”, em 2015. Passou em audição para músicas japonesas do canal NHK, em 2015, e realizou uma apresentação solo no “Hogaku no Hitotoki”, do NHK FM.

Em 2016, foi premiado no concurso de Instrumentos Tradicionais Japoneses Hidenori Tone, transmitido pelo programa Nippon no Geinoh, da NHK Educational TV. Também participou do festival de música moderna na Bélgica, em 2016; e venceu o principal concurso mundial de shakuhachi, em Londres.

​https://youtu.be/YI4lVN9hT0E

Shen Ribeiro

Natural de Botucatu, recebeu uma educação musical tradicional até 1987, quando partiu para o Japão para estudar shakuhachi. Ingressou na Universidade de Belas Artes de Tóquio e foi convidado a tocar para o Imperador do Japão. Foi discípulo direto do Mestre Goro Yamaguchi, tesouro nacional vivo do Japão.

Tem seis CDs gravados, entre eles Brazilian Music for the Shakuhachi, projeto que uniu a flauta tradicional japonesa à música popular brasileira. Retornou ao Brasil em 2003 – desde então é diretor do Eúdio Salaviva da Associação Cultural Cachuera!.

Como concertista, vem se apresentando em salas do Brasil, Japão e Europa, interpretando um repertório que mescla temas clássicos, populares e tradicionais.

Gabriel Levy

Acordeonista, arranjador, compositor, educador e produtor musical, tem atuado em shows e CDs ao lado de artistas como Palavra Cantada, Fortuna, Ceumar, Ivaldo Bertazzo, Jacques Morelenbaum, Luis Tatit, José Miguel Wisnik, Ná Ozzeti, Toninho Carrasqueira, Ballet da Cidade de São Paulo, entre outros. Integrou orquestras para acompanhar artistas internacionais, como Os Três Tenores (Pavarotti, Domingo e Carreras).

Com sua banda Mafuá, tocou ao lado de Dominguinhos e Tom Zé. Como co-diretor da Orquestra Cometa Gafi, esteve ao lado de Jair Rodrigues, Paulo Moura, Zé Renato e Pedro Luis. Foi um dos acordeonistas retratados no filme O Milagre de Santa Luzia. Como compositor, teve obras interpretadas por artistas mundiais, como o Duo Assad, o cellista americano Yoyo Ma ou o clarinetista cubano Paquito d’Rivera.

Também se dedica à música japonesa, atuando em grupos como Bonsai Romã, Gaijin no Me, Trio Kagurazaka, Seiha e Waon, além de ter atuado ao lado da mestra do koto Yoko Nishi.

Encontros: “Reison Kuroda” toca música brasileira e japonesa ao shakuhachi

Quando: 2 de julho de 2019 (terça-feira)
Horário: 19h30 (duração 60 minutos)
Onde: Espaço Cachuera!
Endereço: R. Monte Alegre, 1094 – Perdizes, São Paulo – SP
Quanto: gratuito (As senhas serão distribuídas no local, a partir das 18h30, com limite de dois ingressos por pessoa, por ordem de chegada)
Mais informações: fjsp.org.br/agenda/shakuhachi_reison_kuroda