Nadador Daniel Dias recebe prótese com ilustração em mangá

prótese ilustrada em mangá para Daniel Dias e o ilustrador Michel Borges

Daniel Dias e o ilustrador Michel Borges

Os preparativos das Paralimpíadas de Tokyo 2020 já começaram e, como um incentivo extra, o nadador brasileiro Daniel Dias recebeu esta homenagem em estilo mangá feita pelo artista Michel Borges em parceria com a Ottobock, fornecedora de próteses do atleta.

A prótese ilustrada por Michel Borges leva o tema das Paralimpíadas de 2020, com ilustrações inspiradas na cultura japonesa, incluindo um caricatura em mangá do atleta e referências à icônica obra de ukiyo-e A Grande Onda de Kanagawa, de Katsushika Hokusai.

Estou lisonjeado com o carinho que tiveram com a estampa do encaixe. Quer mais apoio para as Paralimpíadas de Tóquio do que esse?

Daniel Dias recebe prótese mangá

O nadador com sua nova prótese ilustrada em mangá

Daniel Dias é o maior medalhista da história das Paralimpíadas com sua coleção de 24 de medalhas conquistadas entre os Jogos de Pequim (2008), Londres (2012) e Rio de Janeiro (2016), sendo 14 de ouro, 7 de prata e 3 de bronze. Ele é um dos principais atletas cotados para representar o Brasil nas próximas Paralimpíadas que acontecem de 25 de agosto a 6 de setembro de 2020, em Tokyo.

Ao receber a nova prótese, Daniel Dias disse estar lisonjeado com o carinho que tiveram com a personalização e a estampa do encaixe. “Já estou mais que no clima. Adorei a minha versão mangá, fiquei bonito e jovem”, brincou.

Inspiração que veio do Japão

O encaixe da prótese de Daniel Dias – parte que acomoda o membro residual e dá um melhor controle na prótese – recebeu ilustrações do artista Michel Borges, responsável pelas ilustrações da graphic novel Combo Rangers e do mangá do Jaspion, em produção pela editora JBC. Segundo o artista, ele se inspirou no Japão para criar a arte.

“Foi muito bacana receber o convite, pois não é todo dia que a gente pode participar de um projeto como esse. Fiquei animado quando a Ottobock me procurou e topei na hora”, disse Michel ao explicar que fazer uma intervenção artística na prótese de um atleta paralímpico como Daniel foi algo novo em sua carreira e que suas inspirações partiram de referências tradicionais e icônicas do Japão.

Uma delas é a conhecida xilogravura A Grande Onda de Kanagawa, que tem tudo a ver com as águas e a modalidade do atleta. “Os Jogos serão no Japão e a arte representa também as batalhas e lutas que todo atleta enfrenta, porém, o Daniel enfrenta desafios diferentes”, conta.

Michel Borges, Daniel Dias e  Emerson Bovo, técnico da Ottobock

Michel Borges, Daniel Dias e Emerson Bovo, técnico da Ottobock


O convite para o artista e ilustrador Michel Borges foi feito pela Ottobock com o objetivo de ser um símbolo do desejo de sucesso ao atleta na preparação para os jogos de 2020. Para o diretor geral da Ottobock Brasil, Ricardo Olveira, o atleta Daniel Dias representa a essência da empresa: a alta performance e excelência. “A Ottobock está comemorando 100 anos no mercado mundial. Uma indústria que traz próteses e órteses de alta tecnologia para que não só atletas, mas também qualquer pessoa que tenha sofrido uma amputação, busque sua independência”, comentou.

Você pode se interessar também por...