The Seven Deadly Sins em publicação simultânea

Inovando no mercado de mangás no Brasil, a Editora JBC anunciou seu próximo lançamento simultâneo com o Japão e o título da vez é The Seven Deadly Sins, obra que já é lançada em formato impresso e digital e que conquistou os fãs com uma narrativa irreverente e fluida.

Esse formato de publicação em capítulos semanais segue o sucesso de Edens Zero, projeto pioneiro lançado em dezembro de 2018 cujos capítulos continuam sendo lançados toda quarta-feira, a partir de R$2,90. A editora vem conquistando os leitores com o formato digital, incluindo títulos que chegam primeiro nas plataformas de e-book. Um bom exemplo é o próprio The Seven Deadly Sins que terá os volumes 33, 34 e 35 lançados digitalmente, ante dos volumes impressos.

A novidade da publicação simultânea chega a partir de 6 de março, com a chegada do capítulo 302. A partir de então, os capítulos serão lançados semanalmente em formato de e-book, já traduzidos para a língua portuguesa, no mesmo dia que estarão liberados para os leitores japoneses.

Sobre The Seven Deadly Sins

Escrito e ilustrado por Nakaba Suzuki, Nanatsu no Taizai é publicado pela Editora Kodansha na revista Weekly Shonen Magazine desde outubro de 2012. Seu animê estreou em outubro de 2014 e logo virou mania entre os japoneses. No Brasil, a distribuição é realizada pela plataforma de streaming Netflix, que inclusive teve o filme da obra recentemente adicionado ao catálogo.

Com uma trama de aventura, companheirismo, lutas e pitadas de humor na dose certa, The Seven Deadly Sins segue a fórmula clássica de sucesso do gênero Shonen do Japão, com elementos ao melhor estilo Dragon Ball, One Piece e Fairy Tail.

A narrativa acompanha o “Sete Pecados Capitais” (“The Seven Deadly Sins”), um grupo de cavaleiros que eram conhecidos como os mais fortes defensores da região de Britannia. Mas há dez anos eles foram acusados de tentar dar um golpe para tomar o reino e teriam sido impedidos pelos Paladinos, guerreiros sagrados poderosíssimos do reino de Lyonesse, e fugiram sem deixar rastros.

Agora, dez anos depois, os Sete Pecados Capitais ainda são procurados e viraram lenda. Ninguém sabe se eles estão vivos ou mortos, se estão unidos ou o que teria acontecido com eles. Mas, ao mesmo tempo, começam a surgir indícios de que os Paladinos talvez não sejam tão idôneos assim.

Surge então a terceira princesa, Elizabeth, que vê seu reino sofrer nas mãos dos Paladinos e parte à procura dos Sete Pecados Capitais, acreditando que eles não são maus por causa das histórias que seu pai contava. E então ela se encontra com Meliodas, um homem com cara de menino, dono da taverna Chapéu do Javali e curiosamente com o mesmo nome de um dos Sete Pecados Capitais. Juntos eles partem em uma aventura para procurar os outros Pecados e tentar descobrir o que está acontecendo nos reinos da região.

Você pode se interessar também por...