Entrevista Snowkel

Snowkel (シュノーケル Shunōkeru) é uma banda japonesa de rock formada pelo trio Kaba, Nishi, and Yama. Saindo da região de Kyushu, sul do Japão, os músicos ficaram conhecidos internacionalmente graças à participação em trilhas sonoras de séries de animação como Naruto e Gintama. Entre as músicas mais conhecidas pelos fãs de animes estão Namikaze Satellite (da sétima abertura de Naruto), Solar Wind (segundo encerramento de Kiba), Kiseki (sexto encerramento de Gintama).

Eles se apresentaram no palco do Anime Friends 2018 e concederam uma entrevista especial à Made in Japan para contar sobre a formação da banda, animes e a recepção do público brasileiro.

Snowkel (シュノーケル Shunōkeru)

Nishimura Shinya “Nishi” (guitarra, vocal)
Kabamura Masami “Kaba” (baixo)
Yamada Masato “Yama” (bateria)

Quais mangás e animes vocês curtem?

Kaba: Desde criança sempre li as coisas da Jump, como Gintama e Naruto. Fiquei muito lisonjeado quando essa missão de cantar anisongs foi decidida.

Yama: Gosto muito de DragonBall e, por causa da minha irmã mais nova, assistia Sailor Moon toda semana.

Como foi entrar para o mundo das anisongs e, principalmente, cantar músicas de títulos dos quais já eram fãs?

Kaba: Fiquei muito honrado, feliz de poder cantar as músicas. Formar uma banda não é visto como uma coisa tão boa, meus pais não davam muita importância para ela. Quando contei que íamos tocar a abertura de Naruto, como todo mundo conhece, eles ficaram impressionados.

Yama: Não conseguia acreditar que estávamos envolvidos em algo tão grande que passa na TV do mundo todo, fiquei muito feliz.

Kaba: Graças a essa oportunidade, pudemos vir para o Brasil e estou muito feliz por ter vindo! Naquela época, um amigo que tinha vindo ao Brasil para fazer intercâmbio contou que a série estava fazendo o maior sucesso no Brasil. E pensar que aquilo teria alcance no mundo todo, até do outro lado do mundo… e que já chegamos até aqui nesses 10 anos de banda, não tenho palavras pra isso.

Quais foram as primeiras impressões que vocês tiveram do Brasil?

Nishimura: O que me impressionou na primeira vez que vim para o Brasil foi que, no palco, o público está empolgado desde o início. Não importa quantas vezes houver, essa forma calorosa não muda. Por outro lado, nós é que fomos aprendendo a forma de nos divertir durante os shows e até sinto que estamos melhorando a cada apresentação.

Kaba: o público daqui realmente é bem diferente do público japonês. No Japão, o público se empolga só naquele momento quando chega o refrão. No Brasil, geralmente as pessoas estão escutando a música atentos e quando chega perto do final todo mundo se empolga bastante. É sensacional! Apresentar aqui é muito divertido!

Yama: da primeira vez que eu vim para o Brasil comprei três livros para fazer uma pesquisa e saber um pouco sobre o país. Confesso que fiquei com um pouco de medo de algumas coisas. Agora, não mais. Quando estamos no Brasil, vamos acompanhados nos passeios e podemos explorar mais cidade. Já é quase como se estivéssemos em casa.

Vocês já têm planos para voltar?

Nishi: Da vez anterior, quando terminou o show já estava mais ou menos decidido que teria outra apresentação. É algo muito especial vir ao Brasil e estava muito na expectativa de poder voltar. A cada apresentação, ficamos sabendo que as pessoas que nos conhecem vêm nos assistir. E o sentimento de poder responder a esses fãs foi crescendo cada vez mais.

Kaba: Fazemos os shows acreditando que esse sentimento vai alcançar o público, com a expectativa de poder voltar mais vezes e de aumentar mais o público que gosta das nossas músicas. poder alcançar mais pessoas e mais fãs e, quem sabe um dia, voltar com um show só nosso do Snowkel no Brasil.