Takarazuka, o teatro das mulheres

Takarazuka

Takarazuka, o teatro das mulheres

O dia 27 de março é o Dia Internacional do Teatro, e para comemorar a data, nada melhor que lembrar um dos teatros mais icônicos do Japão. Conheça, a seguir, o Takarazuka, o teatro das mulheres.

Num país em que o teatro tradicional era estrelado apenas por homens, a cia Takarazuka (宝塚歌劇団 Takarazuka Kagekidan) surpreende até hoje com seus espetáculos e revolucionou a história do teatro japonês com elencos formados exclusivamente por mulheres, mesmo nos papéis masculinos.

A origem do Takarazuka

Takarazuka

Antigo palco do Teatro Takarazuka kageki.hankyu.co

O teatro foi fundado em 1914, na cidade de Takarazuka, perto de Osaka (na província de Hyogo), por Ichizo Kobayashi. Ele era presidente da Hankyu Railways e teve a ideia de criar a companhia de teatro para atrair o público e estimular as pessoas a comprarem mais passagens. Empreendedor, Kobayashi começou a investir em diferentes atrações comerciais, incluindo uma loja de departamentos e uma piscina coberta. Acontece que este último investimento teve que ser revisado e toda a estrutura foi adaptada para receber o palco do que se tornaria o teatro Takarazuka.

A primeira apresentação aconteceu no dia 1º de abril de 1914 e desde então não parou mais. Até hoje, mais de 2,5 milhões de pessoas do mundo todo já assistiram a uma peça da cia.

Ichizo Kobayashi

O lema da cia Takarazuka é “Modéstia, Justiça e Graciosidade”, uma herança do fundador Kobayashi, que tinha o objetivo de popularizar um teatro que pudesse ser apreciado por toda a família.

Hoje, além do teatro principal de Hyogo, a cia tem outro teatro em Tóquio e leva as perfomances às outras cidades por meio de tours nacionais.

Além de apresentações de musicais originais, a Takarazuka também foi responsável por levar obras ocidentais para o Japão, introduzindo um novo estilo de arte para a população.

Os espetáculos misturam elementos ocidentais e orientais, trazendo um mundo de sonho e fantasia ambientado em lugares exóticos fora do Japão. A importância do teatro foi se tornando tão grande que inclusive ícones das artes japonesas como Osamu Tezuka ficaram fascinado com o teatro. Dizem que os olhos muito maquiados e intensificados pelas luzes das atrizes inspirou o mestre na criação dos olhos grandes e amendoados, tão característicos no mangá japonês até hoje.

As trupes

A cia é dividida em cinco trupes principais. Cada uma nomeada com elementos como: Flor, Lua, Estrela, Neve e Cosmos, cada uma com estilo próprio. Há ainda uma sexta trupe, Senka (Especial), que é formada por atrizes mais velhas e que atuam de tempos em tempos. Para fazer parte do elenco, as atrizes precisam antes passar por uma preparação na Takarazuka Music School, que tem um treinamento de pelo menos dois anos.

As apresentações

São diferentes tipos de musicais com temas que envolvem romance, arte e cultura internacional. Tem até um espetáculo centrado na cultura brasileira, o “Nova Bossa Nova”.

Além disso, alguns espetáculos são colaborações baseadas em clássicos da literatura ocidental, como Romeu e Julieta; passando por sucessos dos mangás, como Rosa de Versalhes, jogos, como Sengoku Basara e filmes, como Shall We Dance.

Assista ao vídeo sobre Takarazuka

.: Site oficial Takarazuka: kageki.hankyu.co.jp

Você pode se interessar também por...