Kintsugi, a arte de aceitar a imperfeição

Kintsugi

Kintsugi e a arte de aceitar as imperfeições thebookoflife.org

A expressão kintsugi ou kintsukuroi pode ser traduzida como “emenda de ouro” ou “reparo com ouro”. Na cultura japonesa, esta é uma técnica usada para reparar peças de cerâmica usando uma laca especial misturada com ouro, prata ou platina. Desta forma, as partes quebradas ganham um novo status de destaque e uma nova beleza: a da imperfeição.

Na estética japonesa, esse princípio é baseado no “wabi-sabi”, que abrange a percepção do belo a partir de uma visão mais profunda da elegância discreta, da aceitação da transitoriedade da vida.

Mais do que restaurar aquilo que foi quebrado, esta técnica dá um novo significado à peça transformando-a em algo belo ao aceitar (por que não?) suas imperfeições.

Kintsugi

thebookoflife.org

De onde vem o kintsugi?

Diz-se que a técnica chegou ao Japão no período Muromachi, quando o shogun Ashikaga Yoshimitsu (1358-1408) quebrou uma de suas peças de chá e a enviou para ser consertada na China. Ao receber de volta a peça, se assustou com as remendas em metal e pediu para que um de seus artesãos encontrasse uma solução melhor e assim surgiu a técnica do kintsugi.

Você pode se interessar também por...