Ehime, a terra da tangerina

Entrada do Dogo Onsen, em Matsuyama

Entrada do Dogo Onsen, em Matsuyama JNTO

Ao norte, o mar de Seto, a oeste, o mar de Uwa, e as montanhas de Shikoku ao sul. Ehime é cercado por natureza e abençoado por um clima ameno. As temperaturas raramente ultrapassam os 5ºC no inverno e a média é de 27°C no verão.

A economia local é baseada no setor primário com a pesca e a agricultura, e no setor secundário com o refinamento de óleo e a indústria de papel.

É na capital, cidade de Matsuyama, que se encontra a usina de Ikata, que fornece a maior parte da energia elétrica de Shikoku (região formada pelas províncias de Ehime, Kochi, Tokushima e Kagawa).

Programas imperdíveis

As águas termais de Dogo é um dos principais pontos turísticas de Matsuyama. Considerada a casa de águas termais mais antigas do Japão, com mais de 3 mil anos, o Dogo Onsen também é conhecido por ter servido de referência para o filme “A Viagem de Chihiro”, dirigido por Hayao Miyazaki.

Outra atração imperdível de Ehime é o antigo de castelo de Matsuyama localizado no alto da montanha da região central da cidade. Do alto do castelo, é possível avistar a cidade e o Monte Ishizuchi (o monte mais alto do Oeste do Japão), de um lado, e o Mar de Seto, do outro.

Ehime também faz parte da rota de peregrinação dos 88 Templos, bastante procurada pelos viajantes em busca de mais espiritualidade.

Festival Ushi-Oni em Uwajima

Festival Ushi-Oni em Uwajima JNTO


Ao sul da província, na cidade de Uwajima, acontece o Festival Ushi-Oni, de 22 a 24 de junho. Ushi-Oni é uma criatura folclórica que tem o corpo de um boi e cabeça de ogro, com seus seis metros de altura. No festival tem o desfile do Ushi-Oni pela cidade, além de outras atrações como a briga de búfalos.

O que comer em Ehime

Horakuyaki é um apanhado de frutos do mar cozinhado sob uma pedra plana. Camarão, pargo e ostras são os protagonistas desta deliciosa comida. Secos e crocantes, os ingredientes perdem a umidade devido a absorção da água pela pedra. O prato também é conhecido como kaizokuyaki, que significa “o grelhado dos piratas” – segundo a lenda, tal culinária era a especialidade dos antigos saqueadores que aterrorizavam o litoral de Ehime.

Tangerina de Ehime

Tangerina de Ehime

A cidade de Matsuyama também é a terra do taruto, um doce bastante apreciado pelos visitantes. Feito com bolo recheado com anko (doce de feijão azuki), o doce é enrolado, como um rocambole.

Com a província de Ehime é conhecida como a terra da tangerina (iyokan), na província tem diversos derivados da fruta. Sorvetes, bolos e sucos de tangerina são uma ótima pedida.

Curiosidades

Ehime (愛媛) é escrito com os ideogramas de “amor” e “princesa” e foi batizada como tal após a era Meiji, em 1873. Até então, ela era chamada de Iyo, que quer dizer “água quente” em referência aos onsens da área de Dogo.

Informações sobre Ehime

Nome: Ehime
Capital: Matsuyama
Localização: Oeste de Shikoku
Área: 5,676 km²
Site Principal da província (em inglês): www.pref.ehime.jp/index-e.htm

No Brasil

Associação Cultural Ehime Kenjin do Brasil
Endereço: Rua da Gloria, nº 470, Liberdade – São Paulo – SP
Tel: (11) 3207-9575

Você pode se interessar também por...