Posse do presidente da JCI Brasil-Japão

Márcia Nakano (vice-presidente individual), Camila Kawauchi (presidente gestão 2015) e Shodi Nomura (presidente gestão 2016)

Márcia Nakano (vice-presidente individual), Camila Kawauchi (presidente gestão 2015) e Shodi Nomura (presidente gestão 2016)

No dia 1º de fevereiro de 2016 foi organizada a cerimônia de posse do novo presidente da JCI Brasil-Japão, no Auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Na ocasião, foi formalizada a passagem do colar presidencial da então presidente Camila Stuck Kawauchi para o atual presidente Shodi Nomura, com a presença de autoridades e membros da Câmara Júnior do Brasil.

O novo presidente participa das atividades da JCI (Junior Chamber International) desde 2012 e foi eleito presidente por aclamação, depois de ter ocupado cargos de vice-presidente de Negócios em 2014 e de presidente subsequente em 2015. “Lembro que decidi entrar para a organização ao assistir ao vídeo Operation Hope Japan – Arigatou JCI, que retrata um pouco da mobilização da JCI em torno da tragédia do grande terremoto do Japão. E ali, pude perceber o verdadeiro princípio da JCI, que se resume em servir à humanidade. Naquele momento, me encantei e me identifiquei com a organização e decidi me tornar membro”, lembrou Nomura.

Autoridades e convidados participam do kagami-wari para marcar o início da gestão do novo presidente

Autoridades e convidados participam do kagami-wari para marcar o início da gestão do novo presidente

Para o ano de 2016, Nomura vê à frente o desafio de manter as ações das gestões anteriores e lidera o novo comitê com o desejo de aumentar o grupo, que hoje conta com 50 membros. “Um dos grandes desafios é a adesão de novos membros”, disse ao explicar que todos os anos são feitas ações para estimular a participação de jovens, com cursos e palestras para formação de líderes. “Queremos fortalecer ainda mais a organização local”, ressaltou Nomura.

Na gestão passada, a presidente Kawauchi destacou as principais atividades promovidas em 2015, como a continuidade dada ao projeto Oratória, que promove cursos de oratória para crianças de 12 a 14 anos e um concurso – com etapas local, regional e nacional – em escolas públicas e que são feitas em conjunto com outras unidades da JCI Brasil. Além disso, foram criados o projeto Integração, voltado à terceira idade, com a organização de cursos de adaptação às novas tecnologias e o projeto Alegria, de incentivo à proteção do meio ambiente, voltado a crianças de escolas públicas.

A JCI Brasil-Japão

jcibrjpA JCI é uma organização sem fins lucrativos formada por jovens de 18 a 40 anos, cuja missão é “proporcionar oportunidades de desenvolvimento que preparem as pessoas jovens a criar mudanças positivas”.

Em todo o mundo, a JCI está presente em mais de 100 países e conta com cerca de 200 mil membros. No Brasil, ela é dividida em 48 organizações locais (chamadas de “capítulos”), incluindo a JCI Brasil-Japão, que surgiu a partir da iniciativa da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa no Brasil, com a adesão do comitê de jovens à organização.

Para fazer parte da JCI, o novo presidente observou que “é preciso estar disposto a fazer o bem fazer a diferença na sociedade”. Quem quiser saber mais sobre a organização, é só acessar www.jci.org.br

JCI Brasil-Japão

Site JCI Brasil: www.jci.org.br
Facebook JCI Brasil-Japão: www.facebook.com/jcibrasiljapao

Você pode se interessar também por...