Grupo japonês INSPi no Brasil

O nome INSPi vem de inspire e spiritual
O nome INSPi vem de inspire e spiritual

Nos dias 5 e 6 de julho, durante o Festival do Japão que aconteceu em São Paulo, o grupo japonês INSPi fez apresentações de música a capela (sem o acompanhamento de instrumentos musicais) e animou o público com performances de música japonesa e brasileira.

Tomoyuki Okura conta que sempre gostou da música brasileiraTomoyuki Okura conta que sempre gostou da música brasileiraOs músicos vieram ao Brasil a convite da Fundação Japão em São Paulo e além dos shows no palco, fizeram também um workshop de representação de sons de instrumentos musicais com as cordas vocais.

O integrante Tomoyuki Okura disse que o nome da banda vem das palavras “spiritual” e “inspire”, para trazer inspiração às pessoas. “Nós criamos o grupo na época da faculdade, e cantávamos apenas por passatempo”, explicou Okura. Cada um cursava uma especialidade diferente, como ecologia, engenharia e economia, mas decidiram seguir outros caminhos.

“Sempre gostei de bossa nova e samba. E como essa foi a primeira oportunidade que o grupo todo teve para cantar na terra do samba, resolvemos incluir na apresentação uma mescla de enka japonês com a música brasileira”, comentou o cantor.

Quando questionado sobre a dificuldade de reproduzir sons de determinados instrumentos, Okura contou que tem a convicção de que a voz consegue fazer sons que instrumentos musicais não conseguem, por isso, ele gosta de explorar esse lado. “Nosso instrumento musical é nosso orgulho”, concluiu.

Clique em uma das imagens abaixo para visualizar a galeria

Fotos: Rafael Salvador