Homenagem às vítimas de 11/03

As crianças do Centro Educacional Pioneiro desenharam 225 caracóis
As crianças do Centro Educacional Pioneiro desenharam 225 caracóis

No último dia 11, completaram-se três anos desde que o Japão foi atingido pelo grande terremoto seguido de tsunami, na região de Tohoku (nordeste do Japão). Mesmo três anos depois, cidades continuam em processo de reconstrução e pelo menos 250 mil pessoas continuam vivendo em alojamentos ou moradias temporárias.

Este pode ser um momento importante para reflexão e consientização das dificuldades que as vítimas do terremoto vivem e viveram até agora.

Caracóis feitos no Japão na exposição Opa! Uma alegre revelaçãoCaracóis feitos no Japão na exposição Opa! Uma alegre revelaçãoComo parte da exposição “Opa! uma Alegre Revelação”, Junko Koshino criou uma extensão chamada “Arte Caracol”, em que crianças das regiões atingidas pelo terremoto e tsunami foram convidadas a contribuir com seus desenhos, em 2011. Na atividade, as crianças desenharam sobre cartolinas em formato de caracol, personagem que remete a uma das obras de Go Yayanagi, intitulada “Monte Fuji”.

Além disso, com a colaboração do cônsul geral do Brasil em Tóquio, Marco Farani, as crianças brasileiras residentes no Japão também aderiram a este projeto, que ficou intitulado Operação Caracol. Os 3000 desenhos criados, fazem parte da exposição (no Intituto Tomie Ohtake, até 16 de março de 2014).

A inciativa foi ganhando novas dimensões e também contou com a participação das crianças brasileiras que vivem no Brasil. A ação aconteceu em dois momentos: no dia 7 de março, com a colaboração do Instituto Zero a Seis (www.zeroaseis.org.br) no CEU Uirapuru, no EMEF Daise Amádio Fujiwara e no próprio Instituto Tomie Ohtake, com alunos do LERC Lar Escola Recreio de Jesus; e no dia 11 de março, no Centro Educacional Pioneiro.

“Fizemos uma roda de conversa explicando para as crianças o que tinha acontecido no Japão há três anos e explicando que enviaríamos os desenhos ao Japão como um gesto de solidariedade, para levar alegria, felicidade às crianças de lá”, explicou a coordenadora pedagógica da educação infantil do Centro Educacional Pioneiro, Débora Martins.

“Conversamos com as crianças antes para que a atividade tivesse um significado. Alguns já tinham ideia do que havia acontecido e outros não, então foi bacana porque eles entenderam melhor”, completou.

Operação Caracol também foi feita no Brasil, para que os desenhos sejam enviados ao Japão
Operação Caracol também foi feita no Brasil, para que os desenhos sejam enviados ao Japão

Os desenhos das crianças foram levados ao Japão e ficarão em exposição no espaço Art Square, em Aoyama, bairro central de Tóquio. O espaço é uma iniciativa de responsabilidade social da Itochu Corporation e a exposição contará com o apoio dos artistas Junko Koshino e Go Yayanagi, além da Embaixada do Brasil e do Consulado do Brasil em Tóquio.

Clique em uma das imagens abaixo para visualizar a galeria


Fotos: Henrique Minatogawa e Rafael Salvador/ Nikko Fotografia