Fontes termais para ver e sentir

Os onsens são um atrativo turístico por todo o Japão e são serviços comuns dos ryokans (hospedarias tradicionais) e de casas especializadas em banho. Não só turistas, como os próprios japoneses têm costume de visitar os onsens no dia a dia (inclusive no verão) para relaxar.

O país tem fontes termais de norte a sul, provenientes da atividade vulcânica, e no inverno, é também uma ótima opção para aquecer o corpo. Existem onsens privados mas os coletivos são bastante comuns e podem ser montados em locais fechados ou ao ar livre em áreas reservadas.

Tradicionalmente, os onsens são usados em espaços de banho públicos que tem áreas separadas por gênero. Primeiro, o visitante deve tomar banho e, para evitar que a água seja contaminada, os visitantes entram nus nos onsens.

Em geral, cada um leva uma toalha pequena e quando entra na água, a toalha é colocada sobre a cabeça, já que na maioria dos locais não é permitido mergulhá-la na água que todos compartilham.

Em uma casa de banho, existem banheiras ou piscinas com diferentes temperaturas, água com sais de banho, enriquecidas com colágeno e (em alguns lugares) até com corrente elétrica.

Os onsens a céu aberto são chamados de rotenburo e alguns são verdadeiros parques (naturais ou artificiais), com piscinas de pedras ou madeira que proporcionam maior contato com a natureza. Cada terma tem a sua peculiaridade com diferentes ambientes, águas com propriedades medicinais, entre outros.

Conheça alguns dos termas mais famosos e curiosos do Japão.

Continuação – páginas 1 – 23

Páginas: 1 2 3