Castelo Takeda, conhecido como “Castelo no Céu” apresenta riscos por deterioração

Neblina provoca a sensação de que as ruínas do castelo estão flutuando no céu
Neblina provoca a sensação de que as ruínas do castelo estão flutuando no céu

O castelo Takeda, localizado em Asago, na província de Hyogo atrai turistas, principalmente entre o inverno e o outono, pela localização e paisagem. Hoje, apenas as ruínas estão no local, mas o Castelo Takeda ficou conhecido como “Castelo no Céu”, ou Machu Picchu do Japão, porque ele está sobre uma montanha de 353 metros de altura e quando a neblina cobre parte da sua estrutura e as montanhas ao redor, causa a impressão de que está flutuando sobre as nuvens brancas.

Parte dessa estrutura mostra sinais de deterioração causada pela presença de visitantes ao local histórico. É provável que o aumento da circulação de pessoas esteja danificando a vegetação que serviria para previnir a erosão do solo. Entre abril de 2012 a março deste ano, cerca de 237 mil turistas estiveram no local.

Autoridades locais temem que as pedras dos muros comecem a ceder e, por isso, o Conselho Municipal de Educação, que administra o local, está discutindo medidas de preservação das estruturas.

O castelo foi construído em 1441, pelo comandante militar Mitsukage Otagaki, com a mesma técnica que foi usada para levantar o Castelo Himeji (Patrimônio da Humanidade), também localizado na província de Hyogo. Depois de 140 anos, o castelo foi tomado, sobrando apenas as ruínas, que diz-se que tem aparência de um tigre abaixado, por isso, também é apelidado de torafusu .

as ruínas são mais visitadas durante o inverno, mas algumas medidas de segurança devem ser tomadas, por causa da neblina nas estradas e da neve
As ruínas são mais visitadas durante o inverno. Nessa época, algumas medidas de segurança devem ser tomadas por causa da neve e da neblina nas estradas