Chiba Tech apresenta robô para vasculhar usina nuclear

13
A Future Robotics Technology Center (fuRo), divisão de robótica avançada do Instituto de Tecnologia de Chiba, apresentou o Sakura, robô para uso em caso de desastres.

O robô foi desenvolvido com o objetivo imediato de entrar e vasculhar o subssolo dos prédios onde estão os reatores nucleares danificados da usina de Fukushima Daiichi.

“[O Sakura] é muito compacto, já que precisa descer por escadas de apenas 70 cm de largura e se movimentar por passagens de também 70 cm”, explica Eiji Koyanagi, vice-diretor da fuRo, ao DigInfo TV.

O robô conta com câmera e microfone, que podem ser usados para procurar rachaduras e vazamentos tanto por imagem como por som.

Uma vez que o Sakura entrará em contato com ambiente radioativo, ele conta com dispositivos retráteis automáticos de comunicação e recarga. Ainda, é construído de modo que não seja necessário realizar manutenção pelo período estimado de três anos.

“No próximo mês, faremos testes de mobilidade e resistência. Em seguida, testaremos sua capacidade de carregar equipamentos em uma escada. Então planejamos fazer ajustes finos no Sakura para testá-lo com a Tepco [operadora de Fukushima Daiichi]”, completou Koyanagi.

Vídeo: DigInfo TV