‘A Partida’ é raro equilíbrio entre drama e comédia

A Partida

‘A Partida’ foi filmado na província de Yamagata, norte do Japão

O filme Okuribito (Departures, nos EUA, e A Partida, no Brasil) começa quando o violoncelista Daigo Kobayashi perde o emprego após sua orquestra ser dissolvida. Assim, ele decide retornar à sua terra natal: a província de Yamagata, no norte do Japão.

Ao procurar ofertas de emprego no jornal, Daigo encontra um anúncio que julga tratar-se de uma agência de turismo; ele resolve tentar a vaga. O salário é bom, e ele é o único candidato: decisão fácil, aparentemente.

O trabalho, na verdade, é preparar cadáveres para serem cremados, conforme rituais budistas do Japão. Pressionado por uma série de fatores, Daigo resolve aceitar o emprego. Assim, ele aprende a limpar, maquiar e vestir corpos para que eles cumpram “a grande viagem” em paz.

A Partida

Filme mostra rituais funerários do Japão Divulgação


Com o passar do tempo, Daigo tem que lidar com suas próprias inseguranças e traumas do passado, assim como o preconceito das pessoas em relação a trabalhos que, como o seu, envolvem contato com seres mortos.

A Partida tem um enredo diferente, muito bem desenvolvido, com comédia e drama em raro equilíbrio. O filme foi amplamente premiado na Ásia, em festivais do Japão e Hong Kong, e também na América, como o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2009.

Confira a seguir o trailer de A Partida

Ficha Técnica

A Partida (Okuribito)

Diretor: Yojiro Takita
Roteiro: Kundo Koyama
Ano: 2008
Elenco: Masahiro Motoki, Tsutomu Yamazaki e Ryoko Hirosue
Disponível em DVD e Blu-ray no Brasil: Sim