Cientistas japoneses são os mais infelizes do mundo

Os cientistas japoneses são os mais infelizes do mundo, de acordo com uma pesquisa conduzida pela revista científica britânica Nature e publicada no dia 24 de junho. A Dinamarca, por sua vez, tem os pesquisadores mais satisfeitos.

O estudo foi realizado por meio da internet, entre março e abril, e perguntou a 10.500 cientistas do Japão, América do Norte, Europa, Coreia do Sul, índia e China sobre a satisfação em relação ao trabalho.

De acordo com o estudo, a insatisfação dos japoneses tem origem, principalmente, no pouco tempo para descanso, na carga horária pesada e na falta de liberdade para escolher os temas de pesquisa.

O segundo e o terceiro lugar no ranking, por sua vez, ficaram com Holanda e Suécia, respectivamente.

Você pode se interessar também por...