Japão quer produzir aparelhos que leem mente até 2020

O Japão planeja fabricar robôs e aparelhos domésticos que podem ser controlados pelo pensamento até 2020. O desenvolvimento dos instrumentos será feito pelo governo em parceria com a iniciativa privada, de acordo com informações do jornal Nikkei.

A tecnologia analisará ondas e mudanças de fluxo sanguíneo no cérebro, por meio de sensores na cabeça do usuário.

Entre as possíveis utilizações estão sistemas de envio de mensagens de telefone celular, sem a necessidade de tecla, e dispositivos de ar-condicionado que ajustam a temperatura quando o usuário sente frio ou calor.

O projeto, de acordo com o jornal, provavelmente incluirá gigantes do setor privado, como a Toyota, Honda e Hitachi.