Japoneses criam canções com tecnologia de videogames 8 bits

O Japão é um dos pioneiros no estilo musical chamado de “8-bit”, em que as canções são compostas utilizando apenas computadores e videogames antigos da geração 8 bits (tais como o Game Boy e o NES). Devido às limitações técnicas, os sons soam primitivos, como trilha sonora de jogos antigos, mas são capazes de agradar tanto os nostálgicos quanto os modernóides de plantão. Hoje, há dezenas de bandas 8-bit japonesas na ativa.

Um dos “sub-hits” do estilo mais recente é a música “plum song”, da banda Omadaka. O vídeo da canção (que pode ser conferido acima) insere luzes de neon ao universo do Japão tradicional do período Edo. Para os músicos da cena, o antigo e o moderno andam lado a lado.

Outra criação 8 bit que está fazendo sucesso é a releitura de “Thriller”, do astro pop Michael Jackson, realizada pelo artista Saitone. Em seus shows, Saitone utiliza dois consoles Game Boy como instrumento e um sintetizador Roland. Ele é, atualmente, um dos artistas mais conhecidos e respeitados na cena nipônica.

Entre outros artistas que fazem músicas 8-bit no Japão, também chamadas de chiptunes, estão YMCK, K-> e Tanikugu y Kyonomori.

Veja também:
.: A popularização do j-rock está próxima?
.: O karaokê no Brasil
.: O show do Dir en Grey no Brasil
.: Hello Kitty em MP3 de Swarovski
.: Banda de j-rock GLAY ganha direitos autorais na justiça

Você pode se interessar também por...