Aso anuncia “Nobel” do mangá

Conhecido amante dos quadrinhos japoneses, o ministro das Relações Exteriores Taro Aso anunciou a criação de um prêmio “Nobel” para autores estrangeiros de mangá, em mais uma medida do ministério para impulsionar a cultura pop do Japão pelo mundo.

Aso disse em entrevista coletiva que espera que a premiação, batizada de International Manga Award (Prêmio Internacional de Mangá), melhore a imagem do Japão no resto do planeta. A medida já havia sido anunciada em abril do ano passado, durante um discurso em uma escola para animadores de desenhos de Tokyo.

“Eu gostaria que o Japão, como criador do estilo mangá, ofereça aos artistas iniciantes em prêmio equivalente ao Prêmio Nobel. Dessa forma, eles se sentirão unidos ao Japão”, disse Aso aos jornalistas.

O concurso está aberto para qualquer artista (amador ou profissional) de qualquer país. A candidatura poderá ser feita de duas forma: por meio do envio do trabalho ou pela recomendação dos editores.

Os seis membros de um comitê escolherão o trabalho que receberá o prêmio principal e três outros ganharão prêmios de incentivo. Entre os membros estão autores como Machiko Satonaka, Takashi Yanase (“Anpanman”) e Tetsuya Chiba (“Ashita no Joe”).

A classificação ocorrerá no dia 22 de junho e a cerimônia de premiação no dia 2 de julho. Não será oferecido prêmio em dinheiro, mas os vencedores poderão visitar Tokyo por 10 dias, com todas as despesas pagas pelo ministério. Também serão realizados encontros com artistas de mangá e haverá visitas em editoras.

Você pode se interessar também por...