Nissan oferece aposentadoria voluntária para 1,5 mil funcionários

A Nissan Motor disse na terça-feira que planeja cortar cerca de 1,5 mil postos de trabalhos oferecendo um programa de aposentadoria para empregados com mais de 45 anos.

O número representa quase 10% dos 12 trabalhadores a quem foram enviados a proposta de demissão. Os pedidos serão aceitos de 1º de junho até o fim de março para funcionários contratados com mais de 45 anos e que estejam trabalhando para a Nissan por mais de cinco anos. Pessoas da área de gerência não entrarão no plano.

A Nissan promete oferecer um pacote de compensação baseado em anos de serviço aos que aceitarem o plano de aposentadoria.

“O Programa de Aposentadoria Voluntária foi projetada para balancear o contingente de pessoal com as necessidades da empresa”, disse a Nissan em comunicado.

A montadora vem enfrentando forte competição e queda nas vendas no mercado japonês, o que levou à redução da produção em duas fábricas no começo do mês.

É a primeira vez que a Nissan oferece um programa de aposentadoria voluntária no Japão desde 1999. Na ocasião, o brasileiro Carlos Ghosn, chefe-executivo da parceria Nissan-Renault, havia sido contratado para tentar dar uma nova guinada à empresa.