Cerveja na preferência do japonês

No país do saquê, o que mais se bebe é a cerveja. Segundo uma pesquisa do governo japonês, constatou-se que dos nove bilhões de litros de álcool consumido no Japão no ano passado, quase dois terços foram de cerveja e derivados, informou o jornal Yomiuri Shimbun.

Dados da Secretaria da Alfândega, ligada ao Ministério das Finanças, mostraram também que o consumo de vinho vem aumentando no país. A preferência são os importados, principalmente de origem francesa, italiana e americana. No ano passado, foram importadas 6,2 milhões de caixas (equivalente a nove litros) só do vinho francês.

Enquanto isso, o consumo médio da cerveja por adulto foi de 60 litros no ano de 2006, uma pequena queda em comparação ao ano passado. A pesquisa diz que mudanças na taxação das bebidas influenciou o setor.

Segundo o relatório mensal “Wands Review”, que analisa o mercado de cerveja japonês, as quatro maiores empresas do ramo (Kirin, Asahi, Sapporo e Suntory) tiveram diminuição nas vendas.

Tecnicamente, a cerveja é definida como uma bebida que contém 67% de malte, que é taxado a 77 ienes por litro.

Dessa forma, mesmo as cervejas que usam baixa concentração de malte, conhecidas como happoshu, tiveram perdas nas vendas – mesmo sendo mais baratas que as tradicionais.

Quem saiu ganhando foram as dai-san (zero malte) que são taxados a 28 ienes por litro e tiveram vendas de 210 milhões de litros.

Depois da cerveja, a segunda bebida mais popular é o shochu, conhecido por ser um destilado barato.

Enquanto isso, o saquê continua amargando péssimos resultados. Em 2006, seu consumo caiu 3,9%, com uma média de 6,9 litros por pessoa. Há cinco anos atrás, esse número era 9,2 litros por pessoa.

Redação Made in Japan Redação do site Made in Japan
Conteúdo Relacionado

Compre agora na Amazon

Seu Nome em Japonês

Cotações de Moedas

  • Dólar: R$ 5,1085
  • Euro: R$ 5,5489
  • Iene: R$ 0,0327
Fonte: BCB (20/05/2024)
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e produzir estatísticas de acesso de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.