Governo pretende melhorar condições de trabalho

O governo lançou terça-feira uma força-tarefa para adotar medidas que melhorem o ambiente de trabalho e assegurarem a demanda de mão-de-obra em uma sociedade em rápido envelhecimento.

O grupo está sob a tutela do Conselho para a Igualdade de Gênero, ligada ao governo, e deverá buscar maneiras de balancear o trabalho com a vida pessoal, sem que um afete o outro. Um relatório com os resultados deve ser compilado em junho.

A força-tarefa será dirigida pelo professor de sociologia da Universidade de Tokyo, Hiroki Sato, e terá representantes de diversas organizações empresariais e sindicatos de trabalhadores.

Sato disse em entrevista coletiva que a melhora nas condições de trabalho podem acarretar maior produtividade por parte dos funcionários. Para isso, o professor defende o serviço feito por atividades feitas, ao invés de horas trabalhadas.

“Empresas têm tomado medidas para superar restrições conectadas a preocupações ambientais e a escassez de recursos naturais. Da mesma fora, eles devem restringir o trabalho feito por horas desde já”, disse Sato.

O governo pretende implantar as políticas para dar mais sustentabilidade na vida dos trabalhadores tendo em vista o aumento na taxa de natalidade, visando o bem-estar das mulheres. Porém, o grupo criará medidas positivas sem distinção de sexo ou idade.

Você pode se interessar também por...