Diretor demonstra mágoa com a Toyota

Em entrevista à revista “Autosport”, Mike Gascoyne, diretor-técnico da Spyker, admitiu que teve a confiança prejudicada após ser demitido da Toyota, em abril do ano passado.

“É claro que me abalou, pois não consegui alcançar meus objetivos. Mas, por outro lado, a Toyota, com os recursos que tem, planejava vencer corridas e depois brigar pelo título, mas não conseguiu isso ainda”, cutucou Gascoyne.

O inglês foi dispensado pela montadora japonesa, que alegou remanejamento nos cargos, tanto em Colônia (Alemanha) quanto em Tokyo. No entanto, os rumores indicam outro motivo para a saída: o relacionamento entre Mike e os outros dirigentes já estava bastante desgastado.