Honda aposta na renovação

A aposentadoria do alemão Michael Schumacher e a chegada de nomes como Heikki Kovalainen, Lewis Hamilton e Robert Kubica são sinais claros que a renovação atingiu a Fórmula 1. Para Nick Fry, chefe de equipe da Honda, a mudança é importante e necessária.

Com o fim da era de nomes como Barrichello e David Coulhard chegando, Fry aposta na chegada de um novo gás à Fórmula 1 com Sebastian Vettel, Nelsinho Piquet e Bruno Senna. “Há um bom número de pilotos na Fórmula 1 que estão aí há muitos anos. Eu não apostaria que eles vão ficar por aí por algum tempo ainda”, diz.

Na Honda, o gosto por nomes novos parece ser uma unanimidade. Diretor esportivo da equipe, o brasileiro Gil de Ferran disse ter gostado da contratação do britânico Lewis Hamilton pela McLaren. “Ele parece pronto para mim”, disse o brasileiro.