Estudantes estrangeiros no Japão diminuem em 2006

O número de estudantes estrangeiros no Japão caiu de 121.812 para 117.927, de acordo com uma pesquisa da Organização de Serviços Estudantis do Japão. Apesar da queda – a primeira em nove anos – o número de alunos não-japoneses é o segundo maior da história do país, só perdendo justamente para o ano passado.

Por país, os estudantes vindos da China são maioria, formando um contigente de 117.927 alunos, neste ano. A Coréia do Sul vem em segundo, com 15.974 estudantes, seguido por Taiwan, com 4.211. Em quarto lugar, vem a Malásia, com 2.156 alunos.

No total, 63.437 dos estrangeiros que estudam no Japão estão na Universidade, enquanto 30.910 estão fazendo pós-graduação e 21.562 estão em escolas de especialização. A pesquisa apontou que houve aumento de estudantes não-japoneses somente nos cursos de pós-graduação.

Entre as províncias, Tokyo abriga o maior contingente, com 39.520 alunos. Em segundo está Osaka, com 9.986, seguido por Aichi, com 5.905, e Fukuoka, com 5.820. A Universidade de Tokyo (Todai) é a mais popular entre os não-japoneses, com 2.197 estudantes.