Professores punidos processam comitê educacional

Alguns dos 160 professores de Tokyo processaram o comitê de educação da cidade para forçar a rescisão de uma punição contra eles por terem se recusado a cantar o hino nacional Kimigayo em eventos escolares de 2004.

Os professores foram repreendidos ou tiveram diminuição de salário por não terem seguido uma recomendação de outubro de 2003 do comitê. O aviso pedia para que funcionários da escolas públicas cantassem o Kimigayo em frente à bandeira japonesa Hinomaru durante cerimônias escolares.

A Corte Distrital de Tokyo sentenciou contra a recomendação do comitê por considerarem inconstitucional, alegando que os funcionários não são obrigados a cantar o hino sob pena depunição. O comitê de educação de Tokyo irá recorrer da decisão.