Governador de Miyazaki anuncia renúncia

O governador de Miyazaki Tadahiro Ando expressou sua intenção de renunciar por causa do escândalo envolvendo acordos empresariais na sua administração. Na sexta-feira 1, a Assembléia da província abriu um processo de cassação de seu mandato que, uma vez aprovada, lhe tirará do cargo em até 10 dias – a menos que ele se demita antes ou dissolva a assembléia.

“Eu quero evitar que essa confusão se prolongue na administração da província, e eu peço desculpas do fundo de meu coração para todos os habitantes da província”. disse o governador de 65 anos, que reiterou não ter envolvimento com o caso. “Não gostaria de ter que me demitir, uma vez que eu já disse ser inocente”. Ando acrescentou também que pretende lançar um sucessor na próxima eleição mas irá consultar seus aliados. Se o governador deixar o cargo, uma eleição deverá acontecer em até 50 dias.

O escândalo teve início em novembro do ano passado, por causa de uma licitação de reparos numa área atingida por um desastre, ganhada pela empresa Yamato Engineering. Mais de dez pessoas já foram presas, inclusive o Chefe do Tesouro Takashi Eto, que na ocasião disse ter recebido ordens de “facilitar” a contratação da Yamato sob ordens do governador.