Nakaima pede retirada de base americana em Okinawa

Hirokazu Nakaima, que recentemente venceu as eleições para governador em Okinawa, pediu para que a base aérea da marinha norte-americana, instalada em Ginowan, seja fechada em um prazo de três anos. Nakaima diz que pretende eliminar os riscos da presença militar em uma área residencial.

O diretor da Agência de Defesa, o general Fumio Kyuma, disse em um encontro em Tokyo, que “tanto o Japão quanto os EUA e a província de Okinawa precisam estar de acordo”, mas acrescentou que o pedido de Nakaima será difícil de cumprir. Em maio, Japão e EUA concordaram em realocar a estação aérea de Camp Schwab da cidade de Nago.

O cônsul de Okinawa, Kevin Maher, disse que a saída de Okinawa não será breve. “Nós não podemos fechar (a estação aérea) antes do término da construção das novas instalações”, disse Maher para a agência Kyodo.

Ele também disse que “é importante completarmos os termos do acordo dos dois governos, ou o relocamento da estação aérea será uma péssima experiência para ambos”. Está agendado para o começo de dezembro, em Tokyo, uma conversa final sobre os termos da construção das bases no país, envolvendo EUA e Japão.

Maher acredita que o acordo terá início já em no final do mês de dezembro. Após o encontro com Kyuma, Nakaima foi se encontrar com o Primeiro-Ministro Shinzo Abe.