Imperador recebe presidente da Indonésia na residência Imperial

O Imperador Akihito e a Imperatriz Michiko receberam o presidente da Indonésia Susilo Bambang Yudhoyono no Palácio Imperial em Tokyo, durante sua visita ao país. É a primeira vez que o palácio é usado em uma cerimonia para um chefe de Estado. Normalmente, autoridades de outros países são recebidas no Geihinkan, uma residência especialmente construída para receber convidados, mas que atualmente está passando por uma reforma.

O presidente Yudhoyono, que iniciou uma visita de quatro dias no domingo, foi recebido no palácio pela a banda da Força de Defesa, que tocou os hinos nacionais do Japão e da Indonésia. O príncipe Naruhito, o primeiro-ministro Shinzo Abe e a primeira-dama Akie também recepcionaram Yudhoyono.

Mais tarde, o presidente recebeu um doutorado honorário da Universidade Keio em Tokyo. Foi concedido a ele o honoris causa por sua contribuição ao desenvolvimento da política e da economia na Indonésia, além da promoção dos laços amigáveis entre o Japão e os países do Leste Asiático.

Num discurso feito após a cerimônia, Yudhoyono disse que ele tem “tentado não somente o crescimento econômico, mas o crescimento com eqüidade” e que se uma ação não muda a vida das pessoas, então ela não tem importância.

Ele também disse que o fato de a Indonésia ter conseguido um acordo de paz em 2005 com o grupo separatista Aceh, encerrando três décadas de conflito, mostra que o país consegue resolver pendências de forma democrática. Yudhoyono ainda terá compromissos com Shinzo Abe na terça-feira e deixará o Japão na quarta-feira.