Encomendas de maquinários no Japão caem 7,4% em setembro

Uma inesperada queda no núcleo das encomendas de maquinários em setembro no Japão pode indicar retração nos investimentos das empresas, mas não deve dissuadir o Banco Central do Japão de elevar a taxa de juros do país novamente este ano, disseram economistas.

O núcleo, que exclui as encomendas dos setores de energia elétrica e naval, caiu 7,4% em setembro em relação a agosto, para 997,5 bilhões de ienes, refletindo a desaceleração da demanda de companhias de telefonia móvel e de algumas empresas fora do setor de manufatura.

É a primeira vez desde maio de 2005 que o nível do núcleo das encomendas fica abaixo de 1 trilhão de ienes. As encomendas de maquinários são consideradas um indicador antecedente do investimento de capital das empresas.