Jovem suicida sofria “ijime”

Amigos de um aluno de 13 anos que cometeu suicídio no começo do mês confessaram que o garoto sofria ijime -gozações e mau-tratos físicos e psicológicos- constantemente.

O garoto foi encontrado enforcado em sua casa no dia 11 de outubro. De acordo com seus colegas de classe, muitos deles sentiram remorso pela morte. Um dos estudantes chegou a dizer que não tem conseguido dormir e outro revelou sentir-se apático e depressivo.

Os estudantes revelaram também que quem incitou a prática foi um dos professores do colégio, que chamou o garoto de hipócrita. “Achávamos que podíamos fazer a mesma coisa que ele”, disse um dos colegas.

Satoshi Goya, diretor da escola, chegou a dizer que irá investigar as razões para o suicídio. Além disso, ele considerou que a atitude e as palavras do professor foram “inapropriadas”. Quando perguntado sobre o assunto, o educador divulgou somente detalhes de uma consulta feita em classe.