Hitachi pagará indenização milionária

A Hitachi Ltd. terá que pagar 163 milhões de ienes a Seiji Yonezawa por não ter pago o valor correto por sua patente: ele desenvolveu o programa que inventou a leitura de CDs e DVDs. A medida judicial foi decidida pela Suprema Corte de Tokyo. De acordo com os advogados de Yonezawa, o inventor recebeu apenas 118 mil ienes entre 1973 e 1977 por uma das três patentes, que criaram a leitura dos CDs e DVDs. O inventor, que saiu da Hitachi em 1996, tem que receber também cerca de 250 milhões de ienes em royalties.

A empresa contestou a decisão e ainda alertou que pode abrir um precedente perigoso. “Nós estamos com medo de que a sentença crie um problema sério para o desenvolvimento futuro dos negócios nas empresas japonesas”, disse a companhia.

Apesar de todas as reclamações da Hitachi, os advogados do inventor garantem que a decisão foi justa. A empresa, no entanto, tenta negociar para que Yonezawa receba “apenas” o valor das patentes.