Shinzo Abe reconhece culpa japonesa na guerra

O novo premiê do Japão, Shinzo Abe, reconheceu nesta quinta-feira a responsabilidade dos líderes japoneses que levaram à derrota na Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e às atrocidades cometidas pelas tropas japonesas no Extremo Oriente.

Entre os responsáveis, ele incluiu seu avô, Nobusuke Kishi – que foi chefe do Executivo entre 1957 e 1958 e em 1960 – e que, apesar de ser qualificado como criminoso de guerra ao término do conflito, conseguiu evitar a punição e prosseguir na carreira política.

“Deixamos muitas cicatrizes no povo da Ásia. Meu avô foi uma dessas pessoas, um dos líderes que tiveram uma grande responsabilidade. Já que os políticos têm que se responsabilizar por seus atos, não há dúvida de que a decisão que tomaram na época foi errônea”, afirmou Abe.