Tripulante de navio capturado volta para casa

O tripulante de um navio japonês que foi detido por autoridades russas voltou para casa, nesta terça-feira, pela primeira vez depois de quase sete semanas. Noboru Sakashita, 59 anos, disse que admitiu as acusações russas de que o navio pesqueiro estava em águas pertencentes à Rússia, para assim poder ser liberado.

“Nós estávamos de acordo com a regulamentação, dentro de águas japonesas”, disse ele referindo-se ao incidente ocorrido em 16 de agosto, no qual um navio de patrulha russo atirou no Kisshin Maru, próximo à ilha russa de Kaigara. O capitão foi capturado junto com outros dois tripulantes. Mitsuhiro Morita, 35 anos, também tripulante, foi morto.