Japão e EUA manterão estreitas relações

O novo premier do Japão, Shinzo Abe, e o presidente dos EUA, George W. Bush, concordaram em manter estreitas relações durante um telefonema nesta quarta-feira, segundo membros do governo do Japão.

Na primeira conversa desde que Abe foi eleito premier na terça-feira, os dois concordaram em seguir a mesma linha no fórum de Cooperação Econômica Pacífico-Asiático, a ser realizado em Hanói, Vietnã. Bush disse também que quer se encontrar com Abe em Washington.

Um membro do governo que exigiu anonimato confirmou que Bush e Abe prometeram, por telefone, fortalecer os laços bilaterais, mas não pôde especificar em quais áreas.

Em outra conversa por telefone, o ministro do Exterior, Taro Aso disse à secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice, que Tokyo estava preparado para ajudar Washington na luta contra o terrorismo, segundo declaração do ministro.

Os dois também concordaram em negociar com a Coréia do Norte sobre armas nucleares e programa de mísseis, durante a conversa de 10 minutos de duração.

O Japão é o principal aliado dos EUA na Ásia, e aproximadamente 50 mil soldados dos EUA estão baseados no país sob um pacto mútuo de segurança. O ex-premier Junichiro Koizumi mandou tropas ao Iraque para auxiliar nos esforços de construção liderados pelos EUA, e navios japoneses ao Oceano Índico, que providencia combustível às operações da coalizão no Afeganistão. Abe considera a aliança com os EUA como o pilar da política externa e de segurança do Japão.