Japão injetará mais de 3 bilhões de dólares em maglev

A Companhia Ferroviária Central do Japão anunciou nesta segunda-feira que investirá 335 bilhões de ienes para desenvolver trens magnéticos de alta velocidade no país ao longo da próxima década.

O anúncio vem à tona apenas alguns dias depois de um acidente com um trem experimental de levitação magnética, conhecido como maglev, ter provocado a morte de 23 pessoas na Alemanha.

O dinheiro será usado na expansão de trilhos de testes a oeste de Tokyo e na construção de novos maglevs.

A iniciativa surge em um momento no qual a Alemanha e o Japão tentam atrair interessados nos trens de alta velocidade, os mais rápidos do mundo.

Com a tecnologia de levitação magnética, praticamente não há atrito entre o trem e os trilhos, o que leva os comboios do tipo a alcançarem velocidade de até 581 quilômetros por hora.

A tecnologia, porém, ainda está em fase de desenvolvimento. Em todo o mundo existem apenas dois breves trechos comerciais cobertos por maglevs, um na cidade chinesa de Xangai e outro em Nagoya, no Japão.