Pequim felicita Japão por nascimento de novo príncipe

O Governo da China felicitou o Japão pelo nascimento do herdeiro imperial do arquipélago, Hisahito. “Expressamos nossos bons desejos sobre esse acontecimento”, afirmou hoje o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da China, Qin Gang, em entrevista coletiva.

O restante das alusões ao Japão se centraram nos conflitos freqüentes que ambos os países mantêm por diversas questões históricas e econômicas, como a exploração de gás e petróleo no limite das águas territoriais, disputadas por ambos.

“O Japão deveria utilizar sua história como um espelho para enfrentar o futuro”, afirmou o porta-voz chinês, que reconheceu que as relações bilaterais com o Japão passam por “dificuldades”, e pediu ao Japão que “elimine os obstáculos, para que as relações entre China e Japão retornem à normalidade”.

As relações entre China e Japão tiveram seu pior momento em 2005, após a publicação de livros no Japão que ignoravam as atrocidades do imperialismo japonês, na primeira metade do século XX, e às constantes visitas do primeiro-ministro japonês Junichiro Koizumi ao santuário Yasukuni, que homenageia mortos de guerra.