Japinha se afasta do Hateen para se dedicar ao CPM 22

:: Vídeo: Japinha dá entrevista exclusiva

O baterista Ricardo Japinha comunicou seu afastamento do Hateen para se dedicar à divulgação do novo trabalho do CPM 22, o álbum MTV Ao Vivo, lançado em agosto. Junto com Japinha, se afasta da banda o baixista Fernando Sanches, também integrante do CPM. O motivo alegado pelo baterista é o conflito de agendas entre os dois grupos.

O Hateen continua a turnê do disco Procedimentos de Emergência com os músicos Sonrisal e Xim, da banda Aditive, substituindo Japinha e Fernando. O calendário de shows do grupo não sofrerá mudanças.

Leia abaixo o comunicado postado no site do Hateen:

“Fala galera, sou eu, Japinha… beleza???

Estou escrevendo pra comunicar uma mudança de planos na forma do Hateen (minha e do Fê também, no caso) trabalhar, tocar, viajar.

Por um lado, estou meio triste, mas por outro contente de poder ajudar a minha banda. O Hateen tem crescido muito e os compromissos também. O CPM22, por sua vez, vive sempre com a agenda lotada, assim como a do Hateen está ficando (ainda bem, graças a Deus!). Assim, por não podermos estar em dois lugares ao mesmo tempo, e até para permitir que o Hateen caminhe com as próprias pernas, eu e o Fernando daremos lugar para novos substitutos, que farão os próximos shows, nesta turnê, do disco Procedimentos de Emergência.

Muita gente já os conhece, pois eles tocam também com a banda ADITIVE. Os nomes deles são Xim e Sonrisal. Estaremos acompanhando os ensaios, gravações e tudo mais, mas os shows serão todos feitos por eles. Até para dar espaço para outros bons músicos poderem viver de música.

Em alguns shows do Hateen com o CPM22, poderemos fazer um barulho juntos.

A situação atual, de nos dividirmos entre as bandas, já estava causando transtorno e problemas pra muita gente, entre elas: contratantes, escritório de shows, equipe do Hateen, Koala e Fabrizio, entre outros. Por isso, estamos adotando esta nova estratégia. Mas continuamos no Hateen, mesmo não tocando.

É para o bem de todos!

Valeu!

Um abração, fiquem com Deus!”

Ricardo Japinha