Sony anuncia novo atraso para o PlayStation 3

Em mais um revés para os planos da gigante japonesa Sony, a empresa anunciou um novo adiamento no lançamento do PlayStation 3. Dessa vez, o atraso será de cinco meses para alguns países do mercado europeu e asiático, na África e Austrália.

A razão, alega a companhia, é a falta de componentes para a montagem de drives Blu-ray, capazes de ler discos de alta capacidade e que irão equipar o PS3.

Inicialmente, o lançamento do console estava programado para o mês de novembro.

Apesar do atraso, a Sony afirmou em um comunicado que mantém suas estimativas de venda de 6 milhões de unidades do console em todo o mundo a partir de seu lançamento no Japão, programado para 11 de novembro, e o final de março de 2007. O console também deve ser lançado nos EUA no dia 17 de novembro.

A notícia caiu como um balde de água fria nas ações da Sony, já que a empresa ainda está sentindo o impacto do recall em notebooks da Dell e da Apple, que utilizavam baterias produzidas por uma divisão da gigante japonesa.

Além de mostrar que a empresa não será capaz de alcançar as metas de produção estipuladas, a Sony também tem recebido críticas de consumidores por conta dos preços elevados previstos para o PS3, com preço inicial em torno de 599 dólares, o que, dizem os analistas, deve empurrar os consumidores para os consoles concorrentes Xbox 360 e Nintendo Wii.

O primeiro já está à venda, custando a partir de US$ 299, enquanto o Nintendo Wii deve custar entre 220 e 250 dólares, segundo as previsões iniciais, já que a fabricante ainda não anunciou o preço final do console, que deve chegar às prateleiras até o final do ano.