Vendas no varejo no Japão caem 0,2%

As vendas no varejo na economia japonesa foram afetadas pela alta do petróleo e caíram 0,2% em julho, em relação ao mesmo mês de 2005, para 11,1 trilhões de ienes.

É a primeira queda do indicador em três meses. Outro motivo atribuído foi o tempo chuvoso, que reduziu as vendas de roupas e alimentos, segundo o Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

A alta do petróleo reduziu as vendas de automóveis grandes e pequenos, mas também provocou o aumento no faturamento do setor de combustíveis, que já dura 28 meses consecutivos.

Em seu relatório de julho, o Governo voltou a utilizar os termos “estagnação” e “modesta recuperação”, que usa desde outubro de 2005 para avaliar a atividade do varejo.

As vendas dos atacadistas no Japão subiram 6,7% em julho, para 36,23 trilhões de ienes. A alta foi apoiada pelo aumento de 14,1% nas vendas de metais não ferrosos e petróleo, além da alta de 9,5% no faturamento de componentes elétricos e semicondutores.