Koizumi não deve apoiar ninguém

O primeiro-ministro japonês Junichiro Koizumi deu indícios de que não irá dizer publicamente quem irá apoiar nas eleições que vão apontar seu sucessor na escolha do novo presidente do Partido Liberal Democrata em 20 de setembro.

É bem provável que depois de Yasuo Fukuda, maior rival de Koizumi no partido, ter avisado que não se candidataria nas eleições, o atual premiê não demonstra apoio a ninguém.

“Eu vou decidir, dependendo da situação, se é melhor para mim dizer minha escolha ou não dizê-la”, disse Koizumi durante sua viagem ao Uzbequistão.