Honda rescinde contrato de Geoffrey Willis

A parceria entre a Honda e Geoffrey Willis, estremecida desde junho, chegou ao fim esta sexta-feira. Em nota oficial, a equipe japonesa anunciou um acordo mútuo para rescisão do contrato do engenheiro, que chegou à equipe – ainda à época da BAR – em 2001.

Até o GP do Canadá deste ano, Willis era o diretor-técnico da escuderia. Mas em Montreal, a montadora colocou o japonês Shuhei Nakamoto no cargo. Restou a Geoffrey um posto no setor de aerodinâmica, na fábrica, sem ir às corridas.

“Geoff contribuiu de forma imensurável para o desenvolvimento de nossa equipe, nos levando ao segundo lugar de Construtores em 2004 e, claro, contribuiu para que chegássemos à nossa primeira vitória, na Hungria, há duas semanas”, afirmou Nick Fry, chefe da equipe.