Corte de Hiroshima ordena governo a reconhecer status de vítimas

A Corte Distrital de Hiroshima decidiu que o governo do Japão errou ao negar a 41 sobreviventes da bomba atômica de Hiroshima o status de vítimas de doenças da radiação, mas rejeitou o pedido dos queixosos por indenizações. A decisão, emitida dias antes do 61º aniversário do bombardeio de 6 de agosto de 1945, não dá aos pleiteantes o direito automático aos benefícios das vítimas de doenças da radiação.

Eles haviam pedido 26 mil dólares cada em compensações por terem sido excluídos da lista de vítimas e dos benefícios concedidos pelo governo, incluindo verba de 1.195 dólares mensal para tratamento médico.

Até março deste ano, o governo japonês reconhecia a existência de 260 mil sobreviventes dos dois ataques atômicos contra o país, de acordo com um representante do Ministério da Saúde. No entanto, apenas 2.280 pessoas são consideradas, oficialmente, vítimas de doenças da radiação.

Redação Made in Japan Redação do site Made in Japan
Conteúdo Relacionado

Compre agora na Amazon

Seu Nome em Japonês

Cotações de Moedas

  • Dólar: R$ 5,2635
  • Euro: R$ 5,5951
  • Iene: R$ 0,0341
Fonte: BCB (16/04/2024)
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e produzir estatísticas de acesso de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.