Assassino confessa, mas não é preso

Um homem de 42 anos admitiu ter matado um garoto de 9 anos atirando-o de um prédio em Kawasaki (Kanagawa) em março deste ano. No entanto, a defesa de Kenji Imai argumentou que ele não é culpado por atirar Yuki Yamakawa, justificando que o réu sofre de problemas mentais.

Na primeira audiência da Corte do Distrito de Yokohama, Imai também admitiu a tentativa de matar uma mulher de 68 anos no mesmo local. A defesa também argumentou que Imai não poderia ser acusado neste caso pelo mesmo motivo.

A promotoria disse que Imai planejou matar inicialmente sua família já que dizia que seus familiares não se importavam com ele após ter sido hospitalizado por problemas mentais. Depois de desistir de seu plano, Imai queria matar uma criança ou uma mulher que pertencesse a uma “família feliz”, então teve a idéia de atirar alguém de um condomínio, para que não sujasse as suas mãos com sangue.

Imai confessou seu crime em 1º de abril, após divulgação de imagens do crime na mídia no dia anterior.