Técnico garante: Yoshida não quebrou a perna

Os sucessivos chutes baixos de Mirko Cro Cop em Hidehiko Yoshida, durante a segunda rodada do Pride Grand Prix Openweight 2006 não chegaram a quebrar a perna do japonês, como vem sendo comentado. Quem afirma é o seu treinador, o brasileiro Sergio Cunha.

“O Yoshida não quebrou a perna. Na realidade, ele contundiu os ligamentos do joelho e vai precisar ficar um tempo de molho”, explica Cunha.

O técnico não descarta, porém, a participação de Yoshida na luta reserva do Pride Grand Prix Openweight 2006, hipótese levantada pelo presidente da Dream Stage Entertainment, Nobuyuki Sakakibara.

“O Yoshida gosta muito do Pride, ele tem uma ligação com o evento maior do que todo mundo imagina. Se a DSE quiser, ele é capaz de fazer um esforço e lutar”, completou Cunha.