Japoneses que estavam no Líbano foram retirados

Todos os japoneses que queriam sair do Líbano conseguiram se retirar do país, segundo a Embaixada Japonesa em Beirute. Dos 70 japoneses registrados no país pela embaixada, 54 estavam no Líbano no início dos conflitos.

Doze desses 54 saíram do país os se mudaram para locais mais seguros até domingo de manhã. Os outros 42 são diplomatas ou familiares de diplomatas, além de cônjuges de libaneses. Todos os turistas e jornalistas no país já deixaram o Líbano.

Em Tokyo, o Ministério do Exterior recomenda que os japoneses não visite o Líbano ou outras regiões afetadas pelos conflitos com Israel.