Governo japonês considera atentados na Índia imperdoáveis

O Japão considerou os atentados aos trens em Bombaim de terça-feira “imperdoáveis” ataques terroristas.

“Não está claro o que está por trás deste incidente, mas nós firmemente discordamos de ataques terroristas cujo alvo seja pessoas inocentes”, disse Shinzo Abre, secretário-chefe do Gabinete.

O Ministro do Exterior Taro Aso também mostrou aversão aos ataques, dizendo que ficou “chocado” ao saber das explosões, que foram “injustificadas por qualquer razão”. Aso pediu que os responsáveis sejam punidos pela lei.

Cerca de 200 pessoas morreram nas sete explosões na linha ferroviária de Bombaim.