Japão impõe sanções à Coréia do Norte

Após o teste de sete mísseis pela Coréia do Norte, o Japão impôs uma série de sanções ao país. Segundo o governo japonês, os atos “ameaçam a estabilidade e a segurança do Leste Asiático”.

Shinzo Abe, porta-voz do governo, anunciou o veto da entrada no Japão de funcionários norte-coreanos e de tripulações de navios e aviões da Coréia do Norte.

O primeiro-ministro japonês, Junichiro Koizumi, se pronunciou a respeito do lançamento, dizendo que “seja o que for que a Coréia do Norte esteja tentando alcançar, nada positivo sairá disto”.

O ministro japonês das Relações Exteriores, Taro Aso, disse que é necessário que o Conselho de Segurança da ONU e o G8 enviem mensagens à Coréia do Norte em relação aos testes e pediu o auxílio russo.